Exame: aumentam investidores em bitcoin Bitcoin

Exame: aumentam investidores em bitcoin

Foxbit

Enquanto o bitcoin passa pela maior alta desde maio, o assunto foi abordado pela EXAME recentemente. O ativo desvalorizou após o boom do fim de 2017, mas o mercado de investidores em bitcoin cresce no Brasil.

Os investidores que chegaram durante o primeiro semestre, após o preço superar US$ 20 mil, aproveitaram para comprar na baixa. O mercado amadureceu e se diversificou do público inicial.

O sentimento geral do mercado é que a correção de preço da criptomoeda foi benéfica ao desenvolvimento das empresas e amadurecimento do ecossistema. Praticamente todas as exchanges, tanto nacionais quanto internacionais, não estavam conseguindo dar conta em 2017 da demanda pelas criptomoedas. Agora o cenário já é outro.

O CEO da Foxbit, João Canhada, disse à matéria que o período foi bom para estruturação do mercado. “Nós e as maiores corretoras do mundo ficamos com o sistema fora do ar e fechamos cadastros, porque ninguém estava preparado para tanta demanda em poucos dias. Agora, no primeiro semestre, o mercado investiu em capacitação técnica e pessoal”.

No Google, de julho de 2017 até agora, houve um pico de buscas pela palavra “bitcoin” em dezembro, quando o preço da criptomoeda subiu. Porém, o interesse dos brasileiros caiu logo em seguida. Agora, voltou ao patamar anterior.

A matéria também destacou que a Foxbit atenderá uma demanda do mercado para outras criptomoedas. Ainda sem divulgação de qual seria o próximo ativo, outros dois também devem ser adicionados à corretora até o fim do ano.

Confira a matéria original da EXAME neste link.

Nossa plataforma recentemente foi atualizada e pensada para responder bem ao amadurecimento do mercado e possíveis novos picos de demanda. Quer conhecer como ficou o novo ambiente de negociações e ferramentas para trade? Crie já sua conta na Foxbit e desfrute de todo potencial das criptomoedas.

Para ficar por dentro das principais notícias e eventos, fique de olho em nossas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.