Afinal, o que é NFT?

abr 6, 2022 | Educação Financeira, Outras categorias, Token

A sigla NFT significa “non-fungible token”, ou seja, “token não fungível”. Mas qual o impacto dos NFTs no mundo dos investimentos? Leia e entenda!

Uma alternativa às criptomoedas

O “bambambam” das criptomoedas, o Bitcoin, segue a derrocada de 2021 e vem tendo um ano difícil. Desde o início de 2022, teve queda de 6,9%, como vocês leitores já devem estar cientes.

Todavia, surge no horizonte uma alternativa de investimento no mundo cripto: os tokens não-fungíveis, ou NFTs.

Com investidores, corporações, instituições governamentais e até mesmo celebridades acumulando tokens digitais, o valor total das NFTs saltou de US$ 100 milhões em 2020 para US$ 41 bilhões em 2021, de acordo com o Business Insider.

Se você já pesquisou sobre NFTs e sua relação com as criptomoedas, provavelmente já ouviu falar sobre o Bored Ape Yacht Club (BAYC) , a coleção de NFT mais cara do mundo, com imagens únicas de um macaco com diversas personalidades e estilos. Neymar, Eminem e mais recentemente o astro pop Justin Bieber são apenas alguns dos nomes que compraram tokens do BAYC.

Mas nada disso responde a pergunta…

O que é NFT?

Na tradução literal: NFTs são tokens não fungíveis. Fungibilidade refere-se a ativos do mesmo tipo que podem ser negociados de forma intercambiável entre si. Bitcoins, por exemplo, são fungíveis. Os usuários podem trocar um Bitcoin por outro igual, de exato mesmo valor. 

Por não serem fungíveis, cada token é único e não pode ser replicado. Devido a essa característica distinta, os NFTs são representados como tokens no blockchain, representando uma propriedade digital. Este registro de propriedade não pode ser alterado, pois sua existência é marcada no blockchain, como uma impressão digital.

“NFTs são pedaços de informação na blockchain e representadas em um formato interativo com representação visual”, diz Nick Donaraski, fundador da ORE System. Para direitos de propriedade, se você comprar uma NFT antecipadamente, esse ativo será limitado e estará disponível apenas para você, como legítimo proprietário. Essa escassez, diz Donaraski, é o que permite que o valor do NFT cresça ao longo do tempo.

Gerenciar NFTs é muito semelhante a gerenciar criptomoedas: pode ser feito de qualquer lugar, através do seu smartphone. Porém, isso pode deixar seus tokens expostos a golpes ou hackers.

Dito isso, um dos aspectos mais importantes do gerenciamento de NFTs é manter seus tokens seguros. Semelhante às criptomoedas, os NFTs são mantidos em carteiras digitais. Dentro da carteira, há um link exclusivo que permite que o conteúdo seja exibido ou transacionado. Você pode levar um NFT de um mercado para outro, desde que eles estejam na mesma blockchain e suportem esse tipo de NFT.

Armazenar ou acessar NFTs pode ser feito por meio de uma carteira digital ou de hardware. Este é o local onde os usuários podem manter, receber e comprar NFTs. Carteiras digitais ou online são protegidas por uma senha longa ou frase inicial. Esta é uma chave privada que será sempre requisitada para autorizar transações. 

Ou seja, até então, nada de muito diferente do que você, investidor de criptomoedas, já está acostumado.

Ok, mas o que os tokens, ou NFTs, têm de especial em relação às criptomoedas? Além da não-fungibilidade, é claro.

Que bom que você perguntou!

NFTs e a Arte

NFTs representam um ativo físico e digital. Isso pode ser qualquer coisa, desde direitos intelectuais a um título de propriedade. Os NFTs vêm se expandindo no mundo dos jogos, varejo, imóveis, esportes e diversas outras áreas – muitas das quais ainda pouco exploradas. À medida que a utilidade dos NFTs se expande, cresce o seu valor agregado.

E em qual mercado os NFTs mais têm valor agregado atualmente?

Por ora, definitivamente o mercado de arte digital. Artistas independentes já estão inseridos nesse mercado altamente lucrativo, negociando suas produções por valores milionários, como é o caso de Lana Denina, uma pintora canadense que já vendeu mais de US$ 300 mil em NFTs. Há pouco menos de um ano, ela sequer sabia o que era uma blockchain.

Os NFTs são únicos devido à sua propriedade verificada, que não pode ser replicada ou manipulada. Seguindo a lógica, quando um item é limitado, torna-se mais valioso. O mercado de NFTs, assim como o de criptomoedas, é especulativo, mas seu valor agregado já é uma realidade. 

Com a chegada do metaverso, a tendência é que os NFTs, artísticos ou não, sejam cada vez mais e mais valorizados.

Compra e venda de NFTs como investimento

O princípio tradicional de investir você já sabe: comprar na baixa e vender na alta. Isso também se aplica aos NFTs. 

No entanto, tokens não são como uma ação ou um título o qual você tem ciência do valor intrínseco desse investimento. Eles têm um valor de mercado impulsionado pelo que a comunidade de criptomoedas está disposta a pagar por eles naquele momento.

Dito isso, Daniel Strachman, investidor com experiência de mais de 20 anos em Wall Street afirma que é preciso ter cautela no investimento em tokens. Ele afirma que os NFTs são ativos de risco semelhantes a prata, ouro ou arte. 

“Quando as pessoas compram arte como investimento, é uma parte não líquida de seu portfólio”, afirmou Strachman. Isso também pode ser definido como alocação de commodities, porém, não há qualquer relação dos NFTs com qualquer outro mercado de commodities por aí. É algo absolutamente novo e inexplorado até então.

Em quais NFTs devo investir?

Suas metas individuais de investimento de longo prazo devem determinar o tipo de NFTs que você deseja analisar. Primeiramente, é necessário buscar NFTs que se alinhem com o crescimento do seu portfólio de investimentos.

Assim como no caso das criptomoedas, alguns NFTs podem oferecer aos investidores maiores oportunidades de crescimento rápido, dependendo de suas aplicações. NFTs com utilidade no “mundo real”, como contratos imobiliários, são considerados investimentos de longo-prazo. 

Para o seu investimento em NFTs ser legítimo, você precisa, primeiramente, compreender a utilidade daquele token. Portanto, de nada adianta sair comprando sem refletir a respeito da função e potencial de crescimento do seu investimento. 

Ele terá qual utilidade no futuro? Quais suas aplicações? Houve interesse prévio neste item? O artista em questão tem mais obras relevantes? Quais?

Prepare a carteira de ETH, mas antes…

Pesquise. Pesquise muito! Tente encontrar relação de seus atuais investimentos e/ou linha de trabalho e o mercado de NFTs. Ele já é imenso – mas seu potencial é infinito. 

O metaverso está cada vez mais próximo e, com ele, surge um universo de possibilidades.

Gostaria de saber mais sobre NFTs?

Acesse nossa Central de Ajuda ou fale com a gente.

Acreditamos que criptoativos são para todo mundo, e estamos aqui para simplificar.
Investir em criptomoedas, tokens e DeFi na Foxbit é seguro e fácil: crie sua conta!

Últimos posts

SatoshiCall

Quer ficar por dentro das principais notícias do mercado?

Deixe o seu e-mail* ao lado e receba o SatoshiCall, nossa newsletter diária com as principais notícias do mercado financeiro.