Bayern de Munique faz parceria com Stryking baseado na rede Blockchain Notícias

Bayern de Munique faz parceria com Stryking baseado na rede Blockchain

Semanalmente trazemos algumas das notícias que deram maior repercussão no mercado financeiro. Vamos dar uma olhada?

#1 Bayern de Munique faz parceria com Stryking baseado na rede Blockchain

O Bayern de Munique, o clube mais bem-sucedido de futebol da Alemanha, fez uma parceria com o empreendimento voltado para blockchain da empresa de envolvimento de fãs, Stryking Entertainment

De acordo com o pacto, a Stryking , que é uma subsidiária da Animoca Brands, com sede em Hong Kong, uma desenvolvedora de jogos para dispositivos móveis.

Emitirá e distribuirá itens colecionáveis ​​digitais baseados nos jogadores do Bayern. Assim, o clube de futebol alemão se tornará parte de uma plataforma global para colecionáveis ​​blockchain.

Stryking criou um desafio de esportes de fantasia voltado para o jogo “Estrelas do Futebol”. O último fornece jogabilidade para os colecionáveis ​​baseados em blockchain. Permite que os fãs usem os cartões virtuais para competir entre si em desafios especiais.

Os usuários podem criar equipes virtuais com seus cartões de jogador e competir contra as equipes de outros usuários. Assim, os resultados influenciarão o valor dos itens colecionáveis, que os consumidores poderão vender a um preço mais acessível. 

Começará com cartões relacionados às estrelas do Bayern, como o goleiro Manuel Neuer, o atacante Robert Lewandowski e o ex-jogador do Barcelona Philippe Coutinho.

E o Bayern não é o único clube de futebol conectado ao blockchain, existem mais equipes européias que adotam tokens digitais.

Clubes gigantes como Juventus, Paris Saint-Germain (PSG), AS Roma e Benfica já estão usando criptomoeda, de uma forma ou de outra.A maioria dos clubes que adota tokens baseados em blockchain estão usando para se entreter melhor com seus fãs.

A Socios.com, uma startup que oferece Fan Tokens personalizados voltados especificamente para clubes de futebol, fez uma parceria no ano passado com a Juventus e o PSG, que hospeda dois dos jogadores mais populares do mundo, Cristiano Ronaldo e Neymar Jr, respectivamente.

Fonte:https://thebitcoinnews.com/bayern-munich-partners-with-stryking-for-blockchain-based-collectibles/

#2 Brasileiro dobra a aposta em bitcoins no Paraguai com a energia barata de Itaipu

Empresários do Brasil ampliam mineração de criptomoeda em país vizinho 

Grandes nomes de megashoppings, como Mona Lisa: Vendome, Paris e Ciudad del Este, vem sendo tomada por empreendimentos diferentes do comum no país.

A cidade paraguaia, que é conhecido por compra de eletrônicos, bebidas e perfumes, vive uma expansão de galpões e contêineres onde milhares de máquinas pouco maiores que a bateria de um carro zunem incessantemente, produzindo níveis extremos de barulho e calor.

Grandes ventiladores em potência máxima baixam a temperatura de 60º C para aceitáveis 40ºC.

Esses locais são as conhecidas mineradoras de bitcoin – muitos brasileiros têm mudado para o Paraguai para buscar energia mais barata e facilidade de importação de máquinas, que quase sempre são chinesas. Levam uma vida de alto padrão, em condomínios luxuosos e com uma coleção de carros.”

O custo do kwh (quillowatt-hora), medida de energia elétrica hora, é de cerca de US$ 0,04 (R$ 0,16) no país, enquanto no Brasil, a média é de R$ 0,56 —250% mais cara.

A explicação é que o Paraguai tem de Itaipu muito mais do que necessita, diferente do Brasil.

O negócio das bitcoins também se beneficia de um ambiente regulatório permissivo e de baixa carga tributária.

Apesar de informações frequentes de equiparação do setor com esquemas de pirâmides, os empresários estão dobrando a aposta. Três dos principais brasileiros que operam no país vizinho planejam expandir o negócio, erguendo novos locais de operação e comprando equipamento mais potente.

“Muitas vezes se fala em moeda digital e o cara não entende a estrutura física por trás. Acha que é só um programa de computador”, diz Antônio Silva, 52, dono da MDX, que tem 12 mil máquinas espalhadas por quatro áreas de Ciudad del Este e cercanias fazendo a mineração.

Em um destes pólos, seu equipamento ocupa um pequeno edifício de três andares e mais sete contêineres. Um terreno foi comprado ao lado e está sendo preparado para aumentar a capacidade de mineração.

Silva quer ter mais de 50 mil máquinas trabalhando nos próximos dois anos. “Eu não fazia ideia do que era criptomoeda. Aprendi com os que foram caindo pelo caminho”, diz ele, que deixou Florianópolis (SC) há quatro anos, depois de quebrar com uma empresa de perfume.

Nascido em Goiás, diz que já foi até mesmo morador de rua, recebeu apoio para tentar a sorte no Paraguai do amigo Rocelo Lopes, o primeiro brasileiro a se arriscar no país vizinho.

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/10/energia-barata-de-itaipu-faz-brasileiro-dobrar-aposta-em-bitcoins-no-paraguai.shtml

#3 Projeto de moeda do Facebook é abandonada por Mastercard, Visa e outras empresas 

Assim como o Paypal, empresas no ramo financeiro também abandonam o projeto de moeda do Facebook

A Libra, do Facebook, ainda nem estreou, tem data prevista para 2020, e já vem enfrentando muitas dificuldades.

O projeto do Facebook para criar uma moeda digital global, está sofrendo grandes perdas, depois que o eBay deixou a Associação Libra na semana passada, em meio à continuação de críticas de reguladores globais sobre possíveis riscos ao sistema financeiro global. 

“A Visa decidiu não aderir à Associação Libra neste momento”, disse a companhia em comunicado. A empresa diz que ainda não tomou a decisão final, que essa decisão será tomada baseada na capacidade da Associação de satisfazer todos os requisitos regulatórios.

Essas perdas podem ser problemáticas para o projeto, sendo grandes empresas de meios de pagamento e membros fundadores da entidade. O Facebook anunciou o plano de lançar a moeda digital até junho de 2020. 

Dante Disparte, diretor de comunicação da entidade, disse em comunicado: “Vamos prosseguir com a reunião de lançamento do Conselho da Associação Libra nos próximos três dias e anúncio dos membros iniciais da entidade.” 

O presidente do Facebook, Mark Zuckerberg , deve discutir o projeto da moeda digital quando participar de audiência na comissão de Serviços Financeiros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, em 23 de outubro. 

França e Alemanha afirmaram no mês passado que vão proibir a libra na Europa e que vão apoiar o desenvolvimento de uma criptomoeda pública.

Já o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, citou preocupações sobre lavagem de dinheiro, proteção dos consumidores e estabilidade financeira que precisam ser resolvidas antes que o projeto da libra avance.

Fonte: https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,mastercard-visa-e-outras-empresas-abandonam-projeto-de-moeda-do-facebook,70003048823

Eai, curtiu? Quer saber mais? Lançamos o Foxbit Research para você que quer melhorar suas estratégias de compra e venda. Siga a gente em nossas redes sociais, e semanalmente trazemos algumas das notícias que mais impactaram o mercado financeiro.

Até a próxima 🙂

A Foxbit utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.

×

Compre e venda criptos agora pelo app

Com ele você pode comprar e vender com agilidade e facilidade de onde estiver. Tudo o que você precisa na palma da sua mão.

BAIXE AGORA