Como o IBOVESPA influencia nos investimentos? Entenda mais! Investimento

Como o IBOVESPA influencia nos investimentos? Entenda mais!

Foxbit
Se você acompanha ao menos de vez em quando o noticiário, já deve ter se deparado diversas vezes com breves notas sobre a bolsa de valores de São Paulo e seu principal índice: o IBOVESPA.
“Hoje a bolsa subiu 2% e atingiu 58 mil pontos, puxada por uma alta nas ações da Petrobras. O IBOVESPA acumula uma alta de 5% no mês e uma queda de 3,2% desde o início do ano”. Esta seria uma transcrição muito comum do que se ouve em qualquer grande telejornal.
Mas, você sabe o que é o IBOVESPA e no que ele influencia o mundo dos investimentos?

O que é o IBOVESPA?

A bolsa de valores (no Brasil, uma empresa privada chamada BM&FBOVESPA) é uma espécie de balcão eletrônico de negócios em que grandes companhias nacionais e subsidiárias locais de multinacionais vendem parte de suas ações para levantar fundos. Ao adquirir essas ações, o comprador se torna sócio da empresa e passa a ter seu patrimônio afetado diretamente pelos resultados dela.
É também na bolsa de valores que as ações são negociadas entre terceiros (você não precisa e, na maioria das vezes, nem consegue comprar ações diretamente da empresa que as emitiu), o que cria um grande mercado secundário cujo objetivo é comprar ações com preços baixos e depois revendê-las quando os preços subirem.
É aí que entra o IBOVESPA: ele é um índice que reúne o desempenho das principais ações negociadas na bolsa (aquelas que respondem por 80% dos negócios realizados em determinado período) e o representa em pontos. Quando a bolsa apresenta uma alta ou uma queda de tantos por cento, é desse índice e desses pontos que estamos falando.
Existem ainda outros subíndices dentro da bolsa, como os que apresentam o desempenho geral das empresas do ramo de energia (IEE) e das do ramo financeiro (IFNC). Com esses subíndices é possível saber quais setores estão indo bem e quais estão patinando ou afundando na bolsa.

Como o IBOVESPA influencia a economia?

Se o IBOVESPA representa o desempenho das ações das principais empresas do país, é de se esperar que ele seja um reflexo mais ou menos condizente do estado da economia como um todo. Ou no seu estado presente, ou na expectativa para o seu estado futuro.
Dessa forma, um mau desempenho na bolsa de valores pode ter um reflexo (ou já ser um reflexo) direto na chamada “economia real”, que é o termo vulgarmente utilizado para o que vivemos no dia a dia.
Por exemplo, se as ações da Petrobrás estão em queda constante, provavelmente quer dizer que a empresa não está tendo um bom desempenho e nem deve voltar a ter nos próximos trimestres. Isso se reflete diretamente nos pedidos que a empresa faz aos seus fornecedores que, muitas vezes, são os principais geradores de emprego em várias cidades. Logo, o preço das ações de uma grande empresa não está exatamente alienado da realidade do cidadão comum.

Como o IBOVESPA influencia os demais investimentos?

Os resultados da bolsa de valores influenciam também outros tipos de investimento, tanto de renda fixa quanto de renda variável.
https://blog.foxbit.com.br/conheca-5-desvantagens-dos-investimentos-tradicionais/
Se o IBOVESPA vai bem, os investidores tendem a migrar para a bolsa e preterir títulos de crédito como CDBs, letras de crédito agrícola e imobiliário, debêntures, títulos do tesouro e mesmo a poupança. E isso tem um impacto direto nas taxas de juros ofertadas pelo governo e pelas instituições financeiras, já que o volume de dinheiro disponível no mercado para ser emprestado será reduzido. Economicamente falando, o preço do dinheiro aumentou.
Se você gostou deste texto e quer receber mais informações relevantes sobre como investir bem o seu dinheiro, assine agora mesmo a nossa newsletter!