Crise na Grécia e Bitcoin: nosso resumo dos principais jornais Notícias

Crise na Grécia e Bitcoin: nosso resumo dos principais jornais

Guto Schiavon

Estourou a crise na Grécia e o Bitcoin começa a aparecer em diversos meios de comunicação.
Já dizia Platão: “Os números dominam o mundo”.

A imagem de um cenário trágico na zona do Euro, o risco de calote grego culminando em um “Feriado Bancário forçado de 10 dias” -imposto pelo governo- gerou um certo grau de histeria nos mercados e foi capa de diversos editoriais de economia.
Nesse contexto alguns jornais importantes relacionaram a crise e o Bitcoin, cada um com seu ponto de vista.

Mas por quê? O quê a crise tem a ver com os bitcoins?

Vamos olhar esse assunto um pouco mais de perto.
Alguns meios reconhecidos internacionalmente fizeram uma interessante correlação sobre a crise grega e o papel do Bitcoin como uma saída. Portais como CNN,  CNBC, Vice, fizeram abordagens sobre o tema.

Um exemplo é o artigo Greek crisis stokes bitcoin prices higher do portal CNBC, escrito pelo jornalista Everett Rosenfeld. Nesse artigo o autor estabelece uma relação entre a situação da Grécia e a subida do preço do bitcoin na última semana.

Crise-da-grecia-e-bitcoin-interior2
Antes dessa nóticia, em meados de junho a CNBC já tinha publicado o artigo Bitcoin could shift balance of power in Greece, onde expõem algumas hipóteses sobre quais caminhos os Gregos seguiriam e as possíveis mudanças nas relações de poder que o Bitcoin poderia ocasionar.
O artigo reflete também sobre qual outra moeda poderia ser utilzada pelos gregos, especulando sobre o caso de uma possível saída da Grécia da zona do Euro. Fala-se inclusive em uma nova versão da antiga moeda grega Dracma e até da possibilidade deles começarem a utilizar a moeda Russa (RUR).

Mas depois do jornal repetir e refletir sobre o poder disruptivo do Bitcoin, finaliza o texto com um tweet do Bill Barhydt dizendo que esteve na Grécia e nao conheceu nenhuma pessoa que soubesse o que são os bitcoins.
Curioso, né?

CNN também falou sobre o assunto e foi bastante Bitcoin-friendly.
Em um artigo chamado Greeks are rushing to Bitcoin (cuja tradução aproximada seria Gregos correm para o Bitcoin), afirmam que depois de que as portas dos bancos foram fechadas, alguns gregos estão começando a provar se a moeda digital Bitcoin pode ser uma melhor aposta que o Euro.

O argumento basea-se no fato de que o número de cadastros de usuários Gregos aumentou bastante na principais exchanges internacionais. De fato, eles afirmam que a Bitcoin.de (Alemanha) recebeu 10x mais registros de gregos, e que na Bitstamp (Eslovenia) as operações realizadas por gregos subiu 79%.

“Não penso que os Gregos vão começar a usar bitcoins para comprar queijo”, disse -citado pela CNN- o CEO da Exchange polonesa Bitcurex, que também viu sua plataforma ser inundada de espartanos. “Mas acho que alguma coisa mudou a mentalidade de muitos gregos (com a pausa no sistema bancário). Os gregos irão aos poucos começar a pensar as moedas fiduciárias (fiat currency) como formas não tão seguras de poupar”.

Crise-da-grecia-e-bitcoin-interior1

Ele falava da alma… ou do Bitcoin?!

Mas a Motherboard Vice mostrou outro ponto de vista:
A matéria publicada no portal da Motherboard Vice chamada Why Bitcoin Won’t Save Greece, bem informada e menos utópica. A matéria argumenta que toda essa euforia é exagero.
Diz que -na verdade- a crise grega trouxe de volta um buzz sobre bitcoin, e que é bastante comum em momentos de crise económica de algúm país, a viralização de notícias desse estilo.
Já ocorreu em 2013 quando o Chipre passou por uma situação bastante parecida e, no mesmo momento, o Bitcoin chegou a 200 dólares pela primeira vez.

Por último mas não menos importante:
Outra publicação de bastante peso no mercado o Wall Street Journal, publicou o texto With Greek Uncertainty, Investors Seek Safety in Gold and Bitcoin. Onde a tradução aproximada seria “Com a incerteza na Grécia, os investidores buscam segurança em ouro e Bitcoin“.  O periódico referência em Wall Street relata que nas últimas semanas, o preço de moedas de ouro e Bitcoins subiram assim como as preocupações crescem sobre as ameaças aos bancos na Grécia. Informa que a demanda européia pelo antigo porto-seguro de moedas de ouro tem aumentado nas últimas semanas, assim como o conceito relativamente novo de investimentos em moedas digitais como o bitcoin, os participantes do mercado dizem.
De acordo com o jornal, Terry Hanlon, presidente da Dillon Gage Metals, um comerciante por atacado de metais preciosos, em Dallas, disse que os volumes crescer 70% de maio para junho. Isso não se refletiu no preço, ele disse, porque isso tende a ser ditado pela especulação futuros, que não se move em sincronia com comércios de ouro físico.
Mas o preço do bitcoin sofre enormes variações devido a diversos fatores, falta de liquidez, entre outros fatores, mas atribuir essas ultimas subidas ao cenário grego não é o mais apropriado a se fazer.

O que você acha sobre a crise na Grécia e os bitcoins?
Conhece algum outro artigo interessante? Comente abaixo!
Crise-da-grecia-e-bitcoin-twittar