O que é um ETF? Entenda de uma vez por todas

jan 7, 2020 | Altcoins

Um ETF (Exchange Traded Fund) é um fundo de índice com o objetivo de permitir o investimento em determinados ativos, buscando replicar a rentabilidade do índice escolhido. Achou muito complicado? Vamos te explicar tudo sobre ETF e qual sua relação com o Bitcoin. 

Resumidamente, quem adquire um ETF não está comprando diretamente o ativo e sim as ações do fundo, que por sua vez são referenciadas de acordo com um índice predeterminado. 

Por exemplo, um ETF de criptoativos permite que investidores da bolsa comprem ações do fundo e se exponham a uma cesta de criptomoedas, diversificando de uma forma fácil. 

Este ETF balanceará sua cesta de ativos conforme o índice escolhido. Diferente dos fundos tradicionais, cuja maioria administra ativamente os ativos para escolher a melhor opção, o ETF sempre busca se espelhar no índice escolhido.

Quais são as vantagens e desvantagens de um ETF 

Além da facilidade de diversificação, o ETF também conta com outras vantagens como:

  • Baixa taxa de administração se comparado a outros produtos, com diminuição nos custos operacionais se for necessário um ajuste na carteira.
  • Comodidade ao relegar as responsabilidades de administração aos responsáveis do fundo.
  • A segurança dos ativos é também deixada nas mãos dos administradores, ou seja, você não precisa saber guardar o ativo ou criptoativo.

Contudo, não é só de vantagens que um ETF é feito. Veja as principais desvantagens dessa alternativa de investimento:

  • Geralmente existe uma taxa de administração, enquanto que se você comprasse um criptoativo diretamente não precisaria pagá-la.
  • Não é inclusivo, boa parte dos ETFs apenas permitem investidores institucionais com a necessidade de aportes altos.
  • Você não é dono diretamente do ativo comprado. Ao mesmo tempo em que um ETF de bitcoin, por exemplo, permite que o comprador não se preocupe com a custódia, ele também não poderá se beneficiar de ter o controle completo do criptoativo e isso destrói boa parte das suas vantagens. 
  • A liquidação e saque dos valores pode demorar mais do que comprando diretamente o ativo.

Em suma, os ETFs, principalmente de criptoativos, são apelativos para os investidores que querem apenas se beneficiar da volatilidade e não se preocupar com a administração e operação dos ativos negociados. 

Qual a importância de um ETF de Bitcoin? 

Agora que você já sabe mais sobre esse produto financeiro, é hora de entender a importância dos ETFs de Bitcoin pelo mundo.

Primeiramente é interessante entender que esse instrumento de investimento é regulamentado pelos órgãos competentes de cada país. No Brasil, isso é feito pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que tem sido inovadora e extremamente aberta aos ETFs de bitcoin.

Recentemente, a CVM sinalizou a aprovação de dois ETFs de criptoativos. Isso indica que o regulador não somente está ciente sobre o bitcoin, mas também entende a importância do ativo para o mercado. 

Mesmo com pontos negativos, esse instrumento de investimentos agrada a muitos investidores, principalmente os mais tradicionais, que agora poderão comprar criptoativos e ajudar a impulsionar ainda mais o preço das moedas digitais.

Últimos posts

SatoshiCall

Quer ficar por dentro das principais notícias do mercado?

Deixe o seu e-mail* ao lado e receba o SatoshiCall, nossa newsletter diária com as principais notícias do mercado financeiro.