Gráfico do Bitcoin e Criptomoedas

Livro de ofertas
Ordens de compra
Preços BRL Quantidade ()
Ordens de venda
Preços Quantidade ()
Preço
Volume negociado (24h)
Variação (24h)
Baixa (24hs)
Alta (24h)
Marketcap
*Última atualização dos dados em

Quanto você deseja comprar?

Valor total R$ 0,00
Comprar

Quanto você deseja vender?

Valor total 0
Vender

Calculadora Cripto

BRL Brazilian Real

Moss Carbon Credit (MCO2)

O que é Moss Carbon Credit (MCO2)?

Ainda em seus primeiros dias de existência, os tokens de crédito de carbono surgem da necessidade de uma reforma digital ecológica.

O fundador e CEO da Moss.Earth, Luis Felipe Adaime, usa as palavras “disfuncional” e “distorcido” para descrever o mercado atual.

Ele argumenta que deve ser totalmente digitalizado e padronizado – e deve existir em grande parte no blockchain.

Sua startup, sediada em São Paulo, se esforça para fazer isso tokenizando créditos de carbono gerados a partir da floresta amazônica e introduzindo outros aplicativos ‘Web 3.0’ no setor ambiental.

Indivíduos e empresas de todos os tamanhos podem comprar os tokens MCO2 para compensar suas próprias emissões de carbono, com os rendimentos sendo destinados a projetos ambientais que trabalham para salvar a floresta amazônica.

Desde o lançamento do MCO2, a Moss.Earth enviou US$ 30 milhões para projetos de preservação da Amazônia, preservou 301 milhões de árvores e, assim, evitou 1,33 milhão de toneladas de emissões de carbono. 

A empresa conta com algumas das maiores corporações do Brasil como clientes, incluindo Hering, Arezzo e iFood, além de instituições financeiras norte-americanas como a One River Asset e a Skybridge.

Quando surgiu e quem criou o Moss Carbon Credit (MCO2)?

Fundada em 2020 por Luis Felipe Adaime, a Moss.Earth acaba de levantar US$ 10 milhões em financiamento da Série A para promover sua visão. SP Ventures e Acre Venture Partners lideraram a rodada com a participação de Jive, Flori, Arrington Capital e The Craftory.

Qual o diferencial Foxbit do Moss Carbon Credit (MCO2)?

Adaime cita rastreabilidade e segurança como os principais motivos para tokenizar créditos de carbono versus distribuí-los e monitorá-los por meio de rotas tradicionais. A forma como o mercado registra as transações e monitora o jogo sujo e a fraude ainda é bastante antiquada, em termos digitais; isso leva a um risco de “gastos duplos”, créditos vendidos para projetos que não existiam e outras atividades questionáveis.

A tokenização de créditos os torna muito mais fáceis de auditar. “Uma vez que algo está na blockchain, você não pode gastá-lo duas vezes”, diz ele Adaime. 

A Moss também usa empresas de auditoria terceirizadas para passar pelo livro de transações e garantir que os tokens MCO2 sejam transacionados apenas uma vez.

Quando os créditos não estão na blockchain, o comprador deve depender da credibilidade do projeto de conservação ou dos registros de crédito de carbono que funcionam como vigilantes para tais transações. De acordo com Adaime, eles estão usando “tecnologia incrivelmente desatualizada” para fazer isso.

Moss Carbon Credit (MCO2) hoje

O Moss Carbon Credit (MCO2) recém chegou à Foxbit!

Você pode acompanhar a cotação, valor e preço do Moss Carbon Credit (MCO2) hoje no gráfico de performance acima.

Principais links:

Estatísticas de Preços

    Ver mais

    Crypto Price

    # Nome Preço 24h % 7d % Gráfico | Últimos 7d Volume (24h) Market cap
    Ver mais Ver ranking completo

    Últimas notícias

    Ver mais