Afinal, como garantir a segurança dos bitcoins? Segurança

Afinal, como garantir a segurança dos bitcoins?

Guto Schiavon

Assim como a moeda padrão internacional é o dólar, no mundo digital, especula-se que a moeda padrão será o bitcoin, uma moeda digital que pode ser facilmente convertida em real ou qualquer outra moeda. Essa criptomoeda tem sua negociação concentrada na internet sem a presença de intermediários ou autoridades financeiras (como os bancos centrais) na sua emissão.
Cotação, compra e venda da moeda ocorrem on-line de modo descentralizado. Armazenados em uma “carteira”, os bitcoins são administrados pela internet no dispositivo do usuário. Mesmo que você não tenha usado ainda, saiba que, desde sua criação em 2008, a aceitação do bitcoin como forma de pagamento on-line tem crescido constantemente. Ou seja, existe uma chance grande de que você o adote em breve.
Como é descentralizado, a segurança dos bitcoins é considerada alta. Sua popularidade, porém, está começando a torná-lo um alvo cada vez mais frequente de ataques virtuais. A maioria deles são malwares dirigidos às carteiras armazenadas em dispositivos conectados à web.
Normalmente o código malicioso entra em apps, extensções do Chrome ou atualizações de software para roubar informações relevantes (endereço e senha, por exemplo) da carteira e, assim, furtar o saldo disponível. Em fevereiro de 2014, o Dell SecurityWorks registrou 146 diferentes vírus com esse propósito. Se seus bitcoins forem roubados, não há seguro para ressarcir os valores.
Confira, a seguir, dicas de como manter seus bitcoins seguros:

Fuja dos bancos online

Evite os “bancos” ou “câmbios” on-line, mesmo que eles pareçam ter uma excelente reputação. Eles não oferecem garantia de devolução do dinheiro em caso de roubo e podem não ter segurança suficiente para enfrentar ataques de hackers — e é muito mais fácil violar a segurança de uma entidade digital do que de uma física.

Tenha pouco dinheiro disponível

Use sua carteira de bitcoin como você usa a carteira que fica no seu bolso. Não deixe todo seu patrimônio em uma carteira de rápido acesso, deixe apenas para gastos pontuais, para uso no dia a dia. O restante deve ficar em um ambiente seguro, off-line.

Escolha uma carteira segura

Dê preferência a serviços que oferecem carteiras seguras, como os aplicativos Electrum e Armory. Eles permitem armazenar seus bitcoins criptografados no disco rígido do seu computador.

Mantenha a carteira off-line

Mantenha sua carteira off-line, desconectada da internet — uma boa opção é usar uma Ledger, carteira de hardware que armazena ativos criptográficos. Essa prática é conhecida como cold storage (armazenamento frio). Quando precisar fazer uma transação, transfira seus bitcoins para um dispositivo conectado. Você também pode fazer uma paper wallet, confira o nosso tutorial.

Tenha cuidado com a senha

Senhas seguras normalmente usam letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Embora a tentação seja grande, não use a mesma senha do seu e-mail ou das suas redes sociais (elas podem ser facilmente roubadas por um programa espião).
Se estiver inseguro, use um software especial de geração de senhas fortes e um gerenciador, semelhante ao LastPass. Lembre-se, porém, que se você esquecer a senha, seu saldo pode ser perdido permanentemente. As opções de recuperação de senha são limitadas. Se possível, mantenha uma cópia da senha e da recuperação guardada em lugar seguro.

Use autenticação em 2 passos

Prefira usar a autenticação de dois fatores (senha + outra verificação — um código temporal gerado por um aplicativo) para os bitcoins que estiverem na carteira on-line. Todos os sites que lidam com bitcoin e outras criptomoedas permitem configurar uma autenticação em 2 passos, nós recomendamos fortemente que você utilize o Google Authenticator.

Não se esqueça de encriptar

Tanto a carteira on-line quanto a off-line, que fica no disco externo, devem ter seus dados encriptados para garantir que a segurança dos bitcoins está preservada. E não se esqueça de colocar senha na sua carteira.

Use antivírus nos dispositivos

Um bom antivírus vai manter os malware longe e evitar que invasores tenham acesso à sua carteira (esteja ela on ou off-line).
E aí, gostou destas dicas de como cuidar da segurança dos bitcoins? Entre em contato com a gente caso tenha dúvidas ou queira contar sua experiência!