Investir pode ser um negócio arriscado, e essa é a razão que leva muitas pessoas a não se aventurarem nessa área do mundo financeiro. Porém, é conveniente fazer uma distinção nesses momentos de reflexão e análise sobre onde aplicar o seu capital guardado.

Ao contrário do que muita gente pensa, não é só a poupança que pode ser um investimento seguro e rentável. Hoje em dia, existem várias aplicações tão ou mais garantidas que a poupança — e diversas que podem ser muito mais rentáveis. Além disso, investimentos de alto risco podem apresentar um retorno muito maior para os investidores, e sua segurança pode aumentar.

Para não cair nessas pegadinhas, continue a leitura deste post e descubra as melhores formas de equilibrar os riscos e como montar carteira de investimentos!

Diversifique e estude como montar carteira de investimentos

Uma carteira de investimentos diversificada é o carro-chefe na eliminação de riscos para um investidor. Isso porque, ao fracionar os investimentos, as chances de prejuízo são limitadas e mais bem controladas.

Imagine que você investiu em vários ativos, sem relação entre si, e que um deles vai mal. Ainda assim, todos os outros podem compensar esse dano. E a perda daquele aporte será localizada, e não minada em todo o seu valor investido.

Aqui, é importante prestar atenção: não adianta investir em vários ativos da mesma classe achando que isso fará com que sua carteira seja diversificada. Nesses casos, o que ocorre é exatamente o inverso. Para diversificar de forma efetiva sua carteira, é necessário aplicar em ativos que não tenham relação de classe entre si, e que variem desde títulos de renda pré-fixada a ações na bolsa de valores, por exemplo.

Entenda a importância da renda fixa

Normalmente as carteiras de investimento, mesmo diversificadas, devem ter como base as aplicações de renda fixa. Isso ocorre porque os proveitos, nessas situações, são garantidos. Sendo assim, procure por aqueles negócios que tenham mais segurança.

Os títulos públicos que são atrelados à taxa Selic (que é a taxa básica de juros nacional) se evidenciam como boas alternativas de renda fixa, e são considerados os investimentos mais seguros a serem feitos. Já que quem deve pagar o dinheiro é o governo brasileiro, considera-se esse endividado de grande confiança. Por essa razão, seria realmente bastante difícil sofrer um calote nesses ganhos.

Outros excelentes investimentos são os Certificados de Depósito Bancário (CDBs). O esquema de funcionamento dos CDBs é parecido com o do Tesouro Direto, mas nessas ocasiões, a pessoa física passa a emprestar dinheiro para agentes bancários.

Dessa forma, o investidor terá sua quantia devolvida com o acréscimo de juros. Essa renda, se for pré-fixada, é comumente atrelada à taxa DI — que atua de forma paralela à Selic. No entanto, a margem de rentabilidade dela pode chegar aos 115% sobre o valor da DI, o que corrobora um ganho muito maior para a sua carteira de investimentos.

Não esqueça as ações de alto risco

Os investimentos têm como base essas três características: a segurança, a rentabilidade e a liquidez. Não é plausível encontrar um ativo que contemple aqueles três aspectos com igual impacto. Assim, os investimentos mais seguros são menos rentáveis, e vice-versa.

É sempre bom deixar uma parcela da sua carteira de investimentos destinada para aquelas ações de maior risco, uma vez que elas também possuem mais chance de rentabilidade. No entanto, é preciso ficar atento: nunca baseie a sua carteira totalmente nesses ativos, uma vez que o mercado não dá certezas para o investidor.

O ideal é manter uma porcentagem específica para esses ganhos, mas nada que impacte brutalmente a sua carteira em caso de prejuízos específicos do ativo selecionado ou de eventuais oscilações de mercado.

Para escolher qual é o melhor ativo dentre aqueles de alto risco, é fundamental que você faça um estudo prévio do histórico daquela empresa ou do investimento, além de analisar as tendências do mercado. Isso, apesar de não ser uma ciência exata, eliminará os riscos desnecessários que você poderia correr.

Uma maneira inovadora de investir é usando os bitcoins. Tem interesse no tema? Então leia este post e aprenda como investir com a moeda digital para garantir a sua aposentadoria!

Posts Relacionados