O preço do bitcoin disparou: Veja o que a nossa diretora jurídica, Natália Garcia, falou a respeito para Uol Economia

jul 6, 2019 | Imprensa

Nas últimas semanas, o preço do bitcoin disparou e voltou a chamar a atenção da mídia. A criptomoeda superou a marca dos R$ 50 mil, a maior alta desse ano, relembrando dezembro de 2017, quando alcançou a sua maior valorização da história com quase R$ 70 mil de pico.

Assim como toda alta do bitcoin, diversos motivos são estudados por especialistas para explicar essa valorização. O primeiro deles é o interesse de investidores institucionais de criptomoedas negociando grandes valores em maio desse ano.

Especialistas afirmam que projetos de cripto estão ganhando corpo contando com investimentos de empresas tradicionais da área de finanças e tecnologia.

O lançamento da Libra, criptomoeda do Facebook, também ressurgiu o olhar do mercado financeiro pelas moedas digitais. Sem dúvida, uma rede social como o Facebook, devido ao seu alcance em massa, iria jogar os holofotes para as criptos.

“Essa iniciativa do Facebook de criar a libra junto com outras empresas robustas apenas confirma o potencial que as moedas digitais têm (…) A economia está cada vez mais globalizada. Transferir dinheiro de um país para outro precisa ser tão fácil e rápido como mandar uma mensagem pelo WhatsApp”, disse Natália Garcia em sua entrevista para Uol Economia.

Por fim, uma alta significativa sempre vem com aquela famosa pergunta: “É a hora certa de investir em bitcoin?”

O bitcoin atingiu nesta semana seu maior valor em mais de um ano. A moeda tem potencial para superar o pico de 2017. Mas talvez agora não seja o melhor momento de entrar”, afirmou Natália

Gostou de saber as especulações do mercado de cripto? Siga nossas redes sociais e você estará sempre informado em como investir melhor. (=

Últimos posts

SatoshiCall

Quer ficar por dentro das principais notícias do mercado?

Deixe o seu e-mail* ao lado e receba o SatoshiCall, nossa newsletter diária com as principais notícias do mercado financeiro.