Obrigada, Guto Institucional

Obrigada, Guto

Guto Schiavon, solícito, jovem, aprendiz e professor, empreendedor. Construiu a Foxbit e hoje nos deixa seu grande legado para seguirmos seu trabalho admirável.

Com sorriso cativante, bom humor constante e de prontidão para resolver qualquer tipo de problema.

Luis Augusto Schiavon, o nosso Guto, era uma pessoa que tinha como objetivo expandir conhecimento sobre um mercado ainda tão desconhecido, plantando sementes por onde passava e, principalmente, no seu grande legado: a Foxbit.

Guto foi um daqueles que podemos chamar de jovens à frente do seu tempo. Com apenas 20 anos, já tinha aprendido muito sobre o universo de criptomoedas, e buscava como expandi-lo. Ao lado de João Canhada, fundou em 2014 a empresa que se tornaria a maior corretora de bitcoins do Brasil, e o seu grande orgulho.

No dia 25 de dezembro de 2018, aos 24 anos, Guto faleceu em um trágico acidente automobilístico, deixando saudade, mas seu imenso legado. Deixou sua influência por quem passou em sua vida, sempre disposto a ajudar (e capaz de fazer mil coisas ao mesmo tempo!).

Desde antes de começar a Foxbit, Guto ajudou na produção de conteúdo de material para os iniciantes no universo de bitcoins e tecnologia. Tutoriais e diversos textos que explicavam o bê-a-bá de um mundo ainda muito novo, além do projeto educacional de cursos da empresa.

Guto Schiavon e João Canhada Foxbit
Guto Schiavon e João Canhada – Mais do que sócios, irmãos que a vida aproximou


“Por eu ser multitarefa, até hoje brincam que eu sou o bot da Foxbit. Fico com pelo menos três ou quatro janelas abertas no meu monitor de 34” enquanto trabalho! E isso ilustra muito o que eu sou e a história que construí aqui dentro”.

Este é um trecho escrito pelo próprio Guto, sobre si mesmo. Um espírito jovem, mas de grande maturidade e um objetivo muito puro e claro de fazer acontecer. Coisa de quem realmente acredita no que está fazendo e no projeto que está criando. E que não hesitava em deixar sua colaboração para quem precisasse.

Guto ajudava diversas ONGs, especialmente na região da sua cidade natal, Pompeia, interior de São Paulo. E nada disso de forma pública: ele nunca gostou de aparecer ou de ser o centro das atenções. Ajudava os outros porque gostava, e punha confiança e coração no que fazia.

Tido como um irmão que o bitcoin e a internet trouxe, João Canhada vivia brincando com Guto no dia a dia. Isso sempre equilibrou o clima da startup e passou para quem chegava a mensagem de que a Foxbit era uma família de dois pais muito apaixonados e empenhados pelo ecossistema e pelo filho que criaram juntos.

Hoje, a Foxbit segue o seu caminho e seus largos passos para o futuro da criptoeconomia. Sob o comando de Canhada e de um grupo extremamente competente, escolhido a dedo pela dupla.

A exemplo do que Guto trouxe e construiu, temos as melhores cabeças do mercado, assim como colocamos nossos corações no que fazemos. Com as sementes plantadas por ele lá atrás, seguiremos vendo seus frutos nascerem, crescerem, e desenvolverem o setor de criptomoedas no Brasil. Sempre, como ele tanto prezava, de forma solícita e olhando para os clientes e para sua melhor experiência.

Jamais esqueceremos a sua dedicação, e cuidaremos com muito bem do seu legado. Somos eternamente gratos, Guto. Sempre em nossos corações.

A Foxbit utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.

×

Compre e venda criptos agora pelo app

Com ele você pode comprar e vender com agilidade e facilidade de onde estiver. Tudo o que você precisa na palma da sua mão.

BAIXE AGORA