Desvendando 5 tipos de investimentos Bitcoin

Desvendando 5 tipos de investimentos

Guto Schiavon

Nos dias de hoje é muito comum utilizar diversos tipos de investimentos como fontes de renda extra. Principalmente porque eles representam uma maneira de fazer com que o dinheiro trabalhe por você. Entretanto, para quem deseja investir com segurança, é preciso ter um conhecimento mínimo antes de começar.

Entre os diversos tipos de investimento que existem no mercado, muitas vezes fica complicado para os mais leigos saber qual deles é o mais indicado para cada situação — especialmente quando se vê tantas siglas e abreviações entre as diferentes opções.

Você sabe o que são e como os principais investimentos funcionam? Explicamos melhor cada um deles abaixo. Confira!

Certificado de Depósito Bancário (CBD)

O CDB é um tipo de investimento que está disponível em quase todos os bancos. Funciona assim: você “empresta” dinheiro para o banco e recebe um certificado referente ao valor. O banco, por sua vez, empresta esse dinheiro para outros clientes, recebendo taxas pelo empréstimo.

A rentabilidade desse investimento geralmente é fixa, ou seja, dificilmente há perda dos valores investidos. Você pode começar a investir no CDB com valores menores, de aproximadamente R$ 500,00, contudo, a geração de rendimentos também é mais baixa.

Normalmente, o CDB paga uma remuneração alta do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), porém, há a cobrança de IR sobre os rendimentos. Os percentuais diminuem de acordo com o prazo do investimento e variam de 15% a 22,5%.

Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

Esse investimento funciona de maneira similar ao CDB, pois também trabalha com “empréstimos”. A diferença é que nessa modalidade os títulos emitidos pelos bancos devem ser direcionados ao investimento no setor imobiliário.

Esse investimento recebe um auxílio do governo, que isenta a cobrança de IR para incentivar o setor. Por esse motivo, na maioria das vezes, os bancos pagam uma remuneração menor sobre o LCI do que no caso do CDB.

Geralmente, é necessária uma quantia mais elevada para começar a investir nessa letra de crédito, muitas vezes ultrapassando as dezenas de milhares de reais.

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

Com o funcionamento igual ao do LCI, esse investimento tem os recursos voltados para os títulos do agronegócio. Também não há a cobrança de IR sobre os rendimentos e o valor de entrada no investimento é mais elevado.

Tesouro Direto

Essa modalidade permite que você invista em títulos públicos do Tesouro Nacional, de maneira que os recursos ajudem a financiar dívidas públicas e atividades do Governo, como educação e saúde. É um investimento de renda fixa, indicado para quem tem um perfil mais conservador.

Você pode optar por comprar títulos para curto, médio ou longo prazo. O valor de entrada nesse investimento é baixo, a partir de R$ 30,00, e as taxas administrativas são baixíssimas.

Bitcoin

Bitcoin é uma criptomoeda descentralizada, gerada via internet, que recentemente ganhou destaque na mídia, ao ser mais negociado que ouro na BOVESPA. Ela não conta com nenhum órgão para o seu gerenciamento, ficando livre de pressões políticas. Um dos motivos pelos quais a moeda vem ganhando notoriedade é porque atualmente um bitcoin equivale a aproximadamente R$ 1.955,00.

As regras moedas da moeda são geridas por um protocolo de código aberto, que impõe o limite de 21 milhões de moedas, controlando a emissão, tornando-a deflacionária. Você pode enviar essas moedas de uma pessoa para outra via internet, sem passar por um banco — por isso as taxas são muito baixas e podem ser utilizadas em qualquer país.

Os bitcoins podem ser uma boa alternativa de investimentos, desde que sejam consideradas precauções como a volatilidade da moeda e a segurança das transações online.

Entre os diversos tipos de investimento disponíveis, não existe um único que seja melhor do que todos os outros. Tudo depende do seu perfil. Para fazer a melhor escolha, estude cada um deles com calma e analise o prazo que você tem para aplicar. Se possível, também faça previsões de quanto seriam os seus rendimentos para o tempo que pretende investir. Dessa forma, você terá as informações necessárias em mãos para gerar renda extra.

O que você achou dessas dicas? Ficou alguma dúvida? Compartilhe seu comentário conosco!