Foxbit investe no Kria, que irá lançar seu novo produto Institucional

Foxbit investe no Kria, que irá lançar seu novo produto

Foxbit

Bolsa de startups

Em maio, conforme relatado pelo Valor Econômico e em nosso blog, a Foxbit investia na Kria, um site de captação de investimentos para organizar “crowdfundings” online. A partir do dia 12 de dezembro, a Kria irá lançar seu novo produto, o Basement, que é uma bolsa de startups que usa Blockchain para suas operações.

Quatro anos depois de realizar a primeira oferta de equity crowdfunding no país, e com uma rede de 2.000 investidores-anjos ativos, a startup Kria será novamente pioneira ao realizar a primeira oferta pública tokenizada do Brasil, com valores mobiliários emitidos em Blockchain através da instrução CVM 588.

Segundo CEO o nosso CEO, João Canhada: “A Kria é uma empresa que facilita a captação através de crowdfunding. A Foxbit sentiu as mesmas dificuldades para captação de investimentos no começo de sua vida. Olhando o mercado hoje em dia, a Foxbit pode auxiliar indiretamente o ecossistema de startups”.

Ele ainda diz que: “Esse lançamento de crowdfunding representa um avanço para ecossistema de startups brasileiro e um marco regulatório importante para aplicação da tecnologia de blockchain no cotidiano com usos mais objetivos. Um grande avanço no ambito regulatório criando um conforto jurídico para investimentos e uma aplicação técnica da tecnologia para uma dor que é real no ecossistema”.

Como vai funcionar?

Essa oferta de investimento será um modelo inédito no Brasil — o Security Token Offering, serão ofertados publicamente títulos de dívida conversíveis em ações, que estarão representados por tokens padrão ERC-20 no blockchain do Ethereum.

Com o Security Token Offering, que é uma oferta pública de valores mobiliários tokenizada, os investimentos são registrados no Blockchain, mas com lastro em um ativo tangível  registrado fora dele — como ações de uma S/A em um livro ou qualquer outro valor mobiliário de uma empresa  — , o que torna o modelo uma alternativa mais legítima aos ICOs (Initial Coin Offerings).

Ou seja, será possível que uma pequena startup utilize o Basement para captar fundos para sua expansão e viabilizar seu negócio. Os investidores podem utilizar a plataforma para investir a partir de R$500,00 nesses projetos e receber tokens referentes a essas ações.

bolsa de startups

O investidor poderá acompanhar seu portfólio de investimentos através da plataforma Basement, obter relatórios e maior transparência sobre a governança das empresas. Por outro lado, o investidor, terá como fazer o controle societário e de governança pelo site.

bolsa de startups

O Basement também oferece mais transparência e segurança aos investidores com valores mobiliários emitidos em Blockchain através da instrução CVM 588. Uma das mudanças da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no ano passado viabilizou esse cenário. Além de ser uma grande oportunidade para tornar acessível o investimento em empresas promissoras, que atualmente está restrito a pequenos investidores privados.

A partir de um investimento de R$500,00, será possível se tornar sócio e investidor de projetos promissores e negociá-los conforme eles valorizam e prosperam. Um modelo completamente inovador que tende a crescer ainda mais.

Grande oportunidade

Essa plataforma representa uma grande oportunidade para facilitar investimentos e negociação de startups que têm um grande potencial de retorno no futuro. Permitindo também que pequenos investidores tenham a oportunidade de investir em negócios promissores e obter excelentes retornos, o que antes só era possível para um círculo restrito de investidores e grandes empresas listadas em bolsas.

O Brasil é lar de milhões de pequenas e médias empresas (“PMEs”), mas onde a única bolsa de valores tem menos de 500 empresas listadas, a oportunidade do mercado privado para investidores é clara. Contudo, esse mercado não é acessível a investidores comuns, o que também limita a disponibilidade de capital para as empresas, que se veem restritas a escolher entre bancos e grandes investidores.

Se há quatro anos o mercado de investimento em empresas nascentes era centralizado em poucos investidores-anjo ou fundos de investimento focados em startups (Seed Capital e Venture Capital) hoje, com o crowdfunding de investimentos, empresas nascentes e outras PMEs conseguem reunir recursos através da poupança popular, de uma base virtualmente irrestrita de investidores.

A Foxbit utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.